Governo de PortugalPrograma Nacional de Reformas

National Coalition

Editorial

Editorial

O primeiro número da Webletter INCoDe.2030 tem como tema central a Inteligência Artificial (IA). Haveria, certamente, muitos outros temas de grande interesse por que teríamos podido optar e, com certeza, alguns deles serão abordados em edições posteriores. Porém, a IA está na ordem do dia, temida mas incensada, entendida ora como uma ameaça, ora como uma forma de resolução final de muitos problemas.

Valerá por isso a pena falar da IA com alguma naturalidade, mostrando a sua presença em muitos domínios das nossas vidas (ainda que, se calhar, de forma escondida). Por outro lado, importa clarificar que a IA não constituirá necessariamente a ameaça frequentemente anunciada, nem para o emprego nem para a segurança e privacidade dos cidadãos.

Quem nunca “ditou” uma mensagem para o telemóvel, frequentemente transcrita praticamente sem erros? Este problema da “compreensão” da linguagem falada era, até há bem pouco tempo, um dos difíceis problemas com que a comunidade científica se debatia. Hoje está ao alcance de todas as pessoas.

A questão, porém, coloca-se: poderão os robôs, as fábricas automáticas, a videovigilância com reconhecimento automático ou mesmo intervenções complexas como o diagnóstico médico automatizado, e tantas outras coisas, diminuir ou menorizar a intervenção humana? Se calhar sim; esta é uma realidade que poderá existir transitoriamente. Contudo, através de uma melhor preparação e qualificação da população em geral, e dos nossos jovens, em particular, encontrar-se-ão oportunidades para novos empregos de maior complexidade e valor acrescentado e, simultaneamente, de maior defesa da nossa individualidade, criatividade e liberdade.

Por isso, a iniciativa INCoDe.2030, em todos os seus Eixos, “olha” para este tema de modo atento, e com as lentes específicas, próprias de cada um. Procura desmistificar e tornar acessível ao pensamento comum algo que não deve ser um território cifrado e detido apenas por alguns. A IA deve sim poder ser compreendida, apropriada e distribuída nas suas oportunidade para benefício de todos.

Pedro Guedes de Oliveira
Prof. Emérito da Universidade do Porto
Coordenador Geral INCoDe.2030
Membro Executivo do Conselho de Diretores do INESC

SIGA-NOS

CONTACTOS

FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Av. D. Carlos I, 126
1249-074 Lisboa
Portugal

+351 213911554
+351 213917634