CONCURSO PARA COMPUTAÇÃO AVANÇADA DA FCT SUPERA EXPETATIVAS E RECEBE MAIS DE 130 CANDIDATURAS

22/09/2020

Sapo Tek

Entrevista 
Nuno Feixa Rodrigues, Coordenador da Iniciativa nacional INCoDe.2030 e Vogal do Conselho Diretivo da Fundação para a Ciência e Tecnologia
De acordo com a Fundação para a Ciência e Tecnologia, a plataforma mais solicitada pelos candidatos foi o BOB, o supercomputador operado pelo Minho Advanced Computing Center. A vasta maioria dos 133 projetos recebidos enquadra-se na área das Ciências Exatas e Engenharia.
A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), através da sua Unidade Computação Científica Nacional (FCCN) e com o apoio do Programa INCoDe.2030, revela que os resultados preliminares da primeira edição do Concurso de Projetos de Computação Avançada superaram as expetativas.

Ao todo, a primeira fase recebeu 133 candidaturas de diferentes áreas científicas e instituições. Recorde-se este se trata do primeiro concurso para disponibilização de recursos computacionais com cerca de 27 milhões de core.horas em plataformas nacionais inseridas na Rede Nacional de Computação Avançada (RNCA).
Em comunicado, a FCT explica que a plataforma mais solicitada pelos concorrentes foi o BOB, o supercomputador operado pelo Minho Advanced Computing Center (MAAC), com 58 candidaturas. Seguem-se o Cirrus-A e Stratus, operados pela Infraestrutura Nacional de Computação Distribuída (INCD), com 30 pedidos.

O Navigator, do Laboratório de Computação Avançada da Universidade de Coimbra (LCA-UC) registou 21 candidaturas e o Oblivion, do High Performance Computing da Universidade de Évora (HPC-EU), obteve 20.
No que toca aos domínios científicos com mais candidaturas, o “pódio” é liderado pela categoria Ciências Exatas e Engenheria, com um total de 96. Já Ciências da Vida e da Saúde e Ciências Naturais e do Ambiente somaram ambas 17. Por fim, foram apenas registadas 3 candidaturas para a área de Ciências Sociais e Humanidades.
A vasta maioria das candidaturas, 71%, enquadra-se na tipologia de acesso A1 - Acesso Preparatório. A tipologia é recomendada a todos os projetos científicos e de inovação sem experiência prévia em Computação Avançada (HPC) ou Computação de Alto Desempenho (HTC) ou sem histórico de utilização nos recursos computacionais da RNCA.
A A2 – Acesso Projeto, destinado à utilização de recursos HPC, HTC ou Cloud Computing para projetos com uma dimensão superior a 50.000 core. horas ou vCPU.horas até a um limite máximo de 3.000.000 core. horas ou vCPU.horas, que corresponde a 29% das candidaturas.
De acordo com o Prof. Nuno Feixa Rodrigues, Coordenador-Geral do INCoDe.2030., a Computação Avançada costuma ser “uma área menos explorada em Portugal e que muitas vezes carece de jovens especializados e interessados”. Porém, o papel do programa na FCT “é o de mudar essa mentalidade, sobretudo quando já é tão relevante a nível global e garante-lhes algumas das competências que fazem a diferença no mundo de hoje”, afirma o responsável.
 

SIGA-NOS

CONTACTOS

FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Av. D. Carlos I, 126
1249-074 Lisboa
Portugal

FCT 213 924 300
FCCN 218 440 100