Portugal e as Competências Digitais

Portugal no contexto europeu

A Iniciativa Portugal INCoDe.2030 está enquadrada no contexto internacional e visa melhorar o posicionamento e a competitividade de Portugal, prosseguindo o propósito de garantir um lugar destacado em competências digitais no prazo 2017-2030.

O posicionamento atual de Portugal na Europa, os desafios a assumir, a quantificação das medidas tomadas e os resultados conseguidos ao longo do tempo, consequentes do presente programa, podem ser compreendidos através de um conjunto de indicadores divididos em 5 categorias: acesso, potencial humano, utilização, investimento, e formação e certificação (Figura 2).

Figura 2 - Caracterização de Competências Digitais

ACESSO

% de habitações com acesso à Internet (2016)

Evolução Nacional
200220102016
155474
Evolução Prevista
202020252030
8090100
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
74858287828692

% de Indivíduos que nunca utilizaram a Internet (2016)

Evolução Nacional
200220102016
634626
Evolução Prevista
202020252030
20105
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
2614171513104

% de Indivíduos que utilizam frequentemente a Internet (2016)

Evolução Nacional
200220102016
273860
Evolução Prevista
202020252030
708090
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
60716770657785

POTENCIAL HUMANO

% de Indivíduos com competências digitais básicas ou mais do que básicas

Evolução Nacional
200220102016
--47
Evolução Prevista
202020252030
556580
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
47565444536173

% de especialistas TIC no emprego (2015)

Evolução Nacional
200220102016
1.41.52.3
Evolução Prevista
202020252030
358
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
2.33.52.43.73.74.46.5

Diplomados do Ensino Superior em Ciência, Matemática, Tecnologia e Engenharia por mil habitantes (20-29 anos)

Evolução Nacional
200220102016
2120.4-
Evolução Prevista
202020252030
222325
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
20.418.720.724.716.615.521.9

Doutorados por mil habitantes (25-34 anos)(2014)

Evolução Nacional
200220102016
4.74.84.5
Evolução Prevista
202020252030
567
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
4.5-4.9---7.4

UTILIZAÇÃO

% de empregados que utilizam computadores com ligação à internet no trabalho (2016)

Evolução Nacional
200220102016
323536
Evolução Prevista
202020252030
406080
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
36505052374470

% de PME com Elevado Nível de Intensidade Digital (2015)

Evolução Nacional
200220102016
--17.7
Evolução Prevista
202020252030
203040
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
17.720.325.323.419.720.835.5

% de Indivíduos que utilizou a Internet para acesso à banca eletrónica (últimos 3 meses)

Evolução Nacional
200220102016
81929
Evolução Prevista
202020252030
406090
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
29494352517986

% de indivíduos que utilizou a Internet para interação com serviços públicos online (últimos 12 meses) (2016)

Evolução Nacional
200220102016
192645
Evolução Prevista
202020252030
607590
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
45485052367782

INVESTIMENTO

Despesa total I&D em função do PIB (GERD) intramuros (2015)

Evolução Nacional
200220102016
0.71.531.28
Evolução Prevista
202020252030
1.622.6
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
1.282.031.2201.951.52.9

Despesa das Empresas em I&D em função do PIB (BERD) (2015)

Evolução Nacional
200220102016
0.290.70.6
Evolução Prevista
202020252030
11.52
Comparação Internacional
PTUEEspanhaIrlandaRep. ChecaEstóniaFinlândia
0.61.30.6401.060.691.94

Metas para Portugal 2030

Na primeira dimensão, a relativa às questões de acesso, procura-se avaliar a situação das infraestruturas de acesso à Internet. Muito embora a simples existência de condições de acesso não signifique a sua eficaz utilização, este programa é orientado para o estímulo ao desenvolvimento de competências digitais.

Na área do potencial humano são avaliadas as competências digitais da população, quer globalmente quer no impacto na empregabilidade. Aqui são ainda tidos em conta indicadores indiretos e relevantes para o programa, como o número de diplomados CTEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), a nível superior, e o número de doutoramentos realizados.

Sob a designação de utilização caracteriza-se o modo como a população Portuguesa usa, na sua vida pessoal e no trabalho, as facilidades digitais.

Na categoria investimento analisa-se a despesa total e a despesa das empresas em I&D, tão relevantes para os eixos 4 e 5 do programa. Embora sejam indicadores de contexto, são determinantes para caracterizar o panorama geral da qualificação.

Finalmente, relativamente à formação e certificação, é considerado um conjunto de cinco indicadores de natureza um pouco diferente porque, embora ligados ao potencial humano, não medem o estado presente das qualificações, mas sim a eficácia das medidas tomadas para a sua melhoria em diversas vertentes das competências digitais.

Os indicadores selecionados estão definidos internacionalmente, pelo que, através deles, será possível comparar o desempenho de Portugal face a um painel de países, nomeadamente na Europa e na OCDE e definir as metas a atingir (Tabela 1).

Formação e certificação

Tabela 1. Metas em Competências Digitais para Portugal

Tabela 1.1: Metas de ACESSO

% de habitações com acesso à Internet

Valor relativamente baixo quando comparado com os restantes países. No entanto, a evolução tem sido significativa.
METAS
202020252030
80%90%≈100%

% de Indivíduos que nunca utilizaram a Internet

Este indicador é particularmente negativo para Portugal, não obstante a considerável evolução. É dos indicadores a merecer maior atenção e esforço.
METAS
202020252030
20%10%5%

% de Indivíduos que utilizam frequentemente a Internet

Portugal apresenta já valores razoáveis, mas bastante abaixo dos países mais desenvolvidos.
METAS
202020252030
70%80%90%

Tabela 1.2: Metas de POTENCIAL HUMANO

% de Indivíduos com competências digitais básicas ou mais do que básicas

Portugal posiciona-se atualmente acima da Irlanda, mas a comparação pode estar afetada por dificuldades de confrontação dos níveis de ensino. Espanha está bastante melhor, mas a diferença para a Finlândia é ainda significativa.
METAS
202020252030
55%65%80%

% de especialistas TIC no emprego

Apenas a comparação com a Espanha não é muito desfavorável.
METAS
202020252030
3%5%8%

Diplomados do Ensino Superior em CTEM por mil habitantes (20-29 anos)

A situação portuguesa é boa, comparado com os países mais desenvolvidos. Contudo, deve-se ainda procurar aumentar este indicador
METAS
202020252030
222325

Novos Doutorados por mil habitantes (25-34 anos)

Indicador que retrata uma boa situação quando comparada com os restantes países. Contudo, o desinvestimento dos últimos anos fez baixar o indicador, pelo que se torna premente a retoma do esforço anterior.
METAS
202020252030
567
Competencias

Tabela 1.3: Metas de UTILIZAÇÃO

% de empregados que utilizam computadores com ligação à Internet no trabalho

A situação portuguesa é significativamente pior do que a dos países com os quais se compara, e o progresso tem sido muito lento.
METAS
202020252030
40%60%80%

% de PME com Elevado Nível de Intensidade Digital

Portugal situa-se significativamente abaixo de quase todos os outros países.
METAS
202020252030
20%30%40%

% de Indivíduos que utilizaram a Internet para acesso à banca eletrónica (últimos 3 meses)

Apesar do progresso, Portugal está ainda mal posicionado, com quase três vezes menos do que a Finlândia e muito abaixo de países como a Irlanda ou a República Checa.
METAS
202020252030
40%60%90%

% de indivíduos que utilizaram a Internet para serviços públicos online (últimos 12 meses)

Apenas a Estónia e a Finlândia estão bastante melhor do que Portugal. Contudo, faz sentido um esforço adicional para reforçar a situação de liderança europeia.
METAS
202020252030
60%75%90%

Tabela 1.4: Metas de INVESTIMENTO

% Despesa total I&D em função do PIB (GERD) intramuros

A diminuição recente deste indicador é preocupante e é essencial retomar o ritmo de crescimento que se vinha a verificar anteriormente
METAS
202020252030
1.6%2%2.6%

Despesas das empresas em I&D em função do PIB (BERD)

Também este indicador revela um retrocesso nos últimos anos que requer um grande esforço de recuperação.
METAS
202020252030
1%1.5%2%

Tabela 1.5: Metas de FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO

Formação qualificante de jovens e adultos em situação de desemprego

Este indicador é medido através do n.º de formandos nas áreas das TIC nos processos de reconhecimento, validação e certificação de competências e formação complementar, no âmbito dos Centros Qualifica
METAS
202020252030
a definir--

Reconversão profissional de quadros com formação superior em áreas de baixa empregabilidade e em situação de desemprego

Este indicador consiste no número de formandos em situação de desemprego com formação de nível superior, abrangidos em ações de Formação Modular, Vida Ativa, ou outras, nas áreas das TIC
METAS
202020252030
18000--

Oferta formativa em literacia digital, associada a processos de combate à infoexclusão, dirigida a ativos empregados e desempregados

Este indicador consiste no número de formandos abrangidos no âmbito da modalidade de Competências Básicas, Vida Ativa Qualifica+ e Formações Modulares que integrem ofertas associadas ao combate à infoexclusão
METAS
202020252030
50000--

Competências pedagógicas dos formadores em áreas TIC, tendo em vista o reforço das suas competências digitais e a mobilização de recursos digitais ao serviço das atividades pedagógicas

Este indicador consiste no número de formadores abrangidos em áreas TIC, incluindo formação a distância
METAS
202020252030
2000--

Certificação de quadros superiores e intermédios, no domínio de competências TIC com reconhecimento pela indústria

Este indicador consiste no número de certificações obtidas, designadamente, no âmbito da Microsoft, CISCO, SAMSUNG ou outras.
METAS
202020252030
10000--